Orações – Via Sacra e Santo Rosário

Santo Rosário
Via sacra

Pelo Sinal da Santa Cruz… Depois de enunciar cada um dos Mistérios, pode-se fazer uma pausa para meditar durante uns momentos sobre o Mistério correspondente: a seguir, reza-se um Pai Nosso, dez Ave-Marias e uma Glória ao Pai e Jaculatórias.

Mistérios Gozosos ( 2ªfeira e Sábado)
1º A Anunciação do Anjo à Virgem Nossa Senhora.

“Hás-de conceber e dar à luz um filho ao qual porás o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. ” ( Lc 1, 31-32 )

2º A Visitação de Nossa Senhora à sua Prima Santa Isabel.

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! E donde me é dado que venha ter comigo a mãe do meu Senhor?” (Lc 1, 42-43)

3º O Nascimento do Filho de Deus em Belém.

“Estando eles ali, completaram-se os dias de ela dar à luz e teve o seu Filho primogénito. Envolveu-O em panos e deitou-O numa manjedoura, por não haver lugar para eles na hospedaria” (Lc 2, 6-7)

4º A Apresentação de Jesus no Templo.

“Terminados os dias da purificação segundo a Lei de Moisés, levaram o Menino para Jerusalém a fim de O apresentarem ao Senhor, conforme está escrito na Lei de Deus” (Lc 2, 22-23)

5º O Menino Deus perdido e achado no Templo.

“Três dias depois encontraram-nO no Templo sentado entre os doutores, ouvindo e fazendo perguntas. Todos que O escutavam maravilhavam-se da sua inteligência e das suas respostas.” (Lc 2, 46-47)

Mistérios Luminosos (5ª feira)
1º Baptismo de Jesus no Jordão

“Depois de batizado, Jesus saiu da água e eis que os céus se abriram e viu o Espírito de Deus descer como uma pomba e pousar sobre Ele. E do céu veio uma voz que dizia: “Este é o Meu Filho muito amado, no Qual pus toda a Minha complacência”. (Mt 3, 16-17)

2º Bodas de Caná

“No terceiro dia houve um casamento em Caná da Galiléia, e a mãe de Jesus estava presente. Jesus e os discípulos também foram convidados para a boda.” (Jo 2, 1-2)

3º O anúncio do Reino de Deus

“Jesus veio para a Galileia, proclamando o Evangelho de Deus: «Cumpriu-se o tempo e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e acreditai no Evangelho»” (Mc 1, 14-15).

4º A Transfiguração

“Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e levou-os a sós para um monte alto e afastado. E transfigurou-se diante deles. O Seu rosto resplandeceu como o sol e as Suas vestes tornaram–se brancas como a luz” (Mt 17, 1-2)

5º Última Ceia e instituição da Eucaristia

“Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e, depois de pronunciar a bênção, partiu-o e deu-o aos discípulos, dizendo: “Tomai e comei, isto é o Meu Corpo”. Tomou em seguida um cálice, deu graças e entregou-lho, dizendo: “Bebei todos dele” (Mt 26, 26-27)

Mistérios Dolorosos (3ª e 6ª feira)
1º A Oração de Jesus no Horto.

“Cheio de angústia, pôs-se a orar mais instantemente e o suor tornou-se como grossas gotas de Sangue, que caíam por terra. Depois de ter orado, levantou-se e foi ter com os discípulos, encontrando-os a dormir devido à tristeza” (Lc 22, 44-45)

2º A Flagelação.

“Todo o povo respondeu : «O sangue dele caia sobre nós e sobre nossos filhos». Então soltou-lhes Barrabás. Quanto a Jesus, depois de o ter mandado açoitar, entregou-O para ser crucificado.” (Mt 27, 25-26)

3º A Coroação de Espinhos.

“Despiram-nO e envolveram-nO num manto de púrpura. Depois, colocaram-lhe na cabeça uma coroa de espinhos e na mão direita uma vara. Dobrando o joelho diante d’Ele, escarneciam-nO dizendo: “Salve, rei dos judeus”. (Mt 27, 28-29)

4º Jesus com a Cruz às costas.

“Levaram, pois, consigo Jesus. E carregando às costas a cruz, saiu para o lugar chamado Crânio, que em hebraico se diz «Gólgota».” (Jo 19, 16-17)

5º Jesus morre na Cruz.

“Soltando um grande brado, Jesus expirou. E o véu do Templo rasgou-se em, duas partes, de alto a baixo” (Mc 15, 37-38)

Mistérios Gloriosos ( 4ª feira e Domingo)
1º A Ressurreição de Nosso Senhor.

“Por que buscais entre os mortos Aquele que está vivo? Não está aqui, ressuscitou! Lembrai-vos do que vos disse, quando estava ainda na Galiléia, dizendo que o Filho do Homem havia ser entregue às mãos dos pecadores, ser crucificado e ressuscitaria ao terceiro dia”. (Lc 24, 5-7)

2º A Ascensão de Jesus aos Céus.

“Levou-os em seguida até perto de Betânia. Ali, levantou as mãos e os abençoou. Enquanto os abençoava, separou-se deles e foi levado ao Céu.” (Lc 24, 50-51)

3º A Vinda do Espírito Santo.

“Viram então aparecer umas línguas à maneira de fogo, que se iam dividindo, e poisou uma sobre cada um deles.Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar outras línguas, conforme o Espírito lhes inspirava que se exprimissem” (Act 2, 3-4)

4º A Assunção de Nossa Senhora.

“E vi a cidade santa, a nova Jerusalém que descia do Céu, de junto de Deus, como uma esposa adornada para o seu esposo” (Ap 21, 2)

5º A Coroação de Maria Santíssima.

“Depois, apareceu um grande sinal no Céu, uma mulher revestida de Sol, tendo a Lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça ” (Ap 12, 1)

Salve Rainha

Ladainha de Nossa Senhora

Senhor, tende piedade de nós,
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós,
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós,
Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos,
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos,
Jesus Cristo, atendei-nos.

Pai do Céu, que sois Deus,
tende piedade de nós.
Filho Redentor do mundo, que sois Deus,
tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus,
tende piedade de nós,
Santíssima Trindade, que sois um só Deus,
tende piedade de nós.

Santa Maria, rogai por nós.
Santa Mãe de Deus, rogai por nós
Santa Virgem das Virgens, . . .
Mãe de Cristo
Mãe da Igreja
Mãe da divina graça
Mãe puríssima
Mãe castíssima
Mãe imaculada
Mãe intacta
Mãe amável
Mãe admirável
Mãe do bom conselho
Mãe do Criador
Mãe do Salvador
Virgem prudentíssima
Virgem venerável
Virgem louvável
Virgem poderosa
Virgem clemente
Virgem fiel
Espelho da justiça
Sede de sabedoria
Causa da nossa alegria
Vaso espiritual
Vaso honorífico
Vaso insigne de devoção
Rosa Mística
Torre de David
Torre de marfim
Casa de ouro
Arca da Aliança
Porta do Céu
Estrela da manhã
Saúde dos enfermos
Refúgio dos pecadores
Consoladora dos aflitos
Auxílio dos cristãos
Rainha dos Anjos
Rainha dos Patriarcas
Rainha dos Profetas
Rainha dos Apóstolos
Rainha dos Mártires
Rainha dos Confessores
Rainha das Virgens
Rainha de todos os Santos
Rainha concebida sem mácula de pecado original
Rainha elevada ao Céu em corpo e alma
Rainha do Santíssimo Rosário
Rainha da Família
Rainha da paz.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,
perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,
ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo,
dai-nos a paz.

À vossa protecção nos acolhemos, Santa Mãe de Deus, não desprezeis as nossas súplicas nas necessidades: mas livrai-nos sempre de todos os perigos, Virgem gloriosa e bendita.

V. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Senhor Deus, nós Vos suplicamos que concedais aos vossos servos perpétua saúde de alma e de corpo; e que pela gloriosa intercessão da Bem-aventurada sempre Virgem Maria, sejamos livres dos males presentes e gozemos da eterna alegria.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

R. Amen.


VIA SACRA

Segue com piedade e agradecimento as catorze estações da Via Sacra, reflectindo no que aconteceu em cada uma delas. Jesus Cristo padece e morre para nos redimir do pecado.

Começa com o Sinal da Cruz e um Acto de Contrição.

1ª Estação: Jesus é condenado a morte.
É inocente, mas todos condenam Jesus por cobardia, por soberba, por maldade ou porque não acreditam n´Ele. Senhor, eu creio em Ti! No entanto, porque Te condenei e Te lancei fora do meu coração?

2ª Estação: Jesus toma a sua Cruz.
Leva-a por mi, para me salvar. Obrigado, Senhor. Que eu Te siga, levando por Ti com amor a cruz do meu trabalho, do meu dever, das minhas penas e dores.

3ª Estação: Jesus cai sob o peso da Cruz.
A cruz é tosca e pesada; mas ainda Te pesam mais e Te esmagam os meus pecados, e Tu cais para os reparar. Perdoa-me e ajuda-me a levantar-me. Basta já de pecar!

4ª Estação: Jesus encontra sua Mãe Santíssima.
Numa curva da Rua da Amargura, a Mãe das Dores espera-O; contempla-O e chora. Minha Mãe, sai também ao meu encontro; ajuda-me no meu caminho.

5ª Estação: Simão Cireneu ajuda Jesus a levar a Cruz.
Não estavam lá nem Pedro, nem Tiago, nem André…e Tu não podias mais; os Teus amigos não estavam, e obrigaram um homem que vinha do campo a ajudar-Te. Recordando a Tua fadiga e desamparo no caminho do Calvário, proponho-me ajudar em Teu nome aqueles que vir que estão sobrecarregados e não podem mais.

6ª Estação: Uma piedosa mulher enxuga o rosto de Jesus.
Uma mulher forte e valente, entusiasta de Deus, dá-me um grande exemplo. Assim devo eu actuar: valente e fiel na minha fé e no meu amor a Jesus.

7ª Estação: Jesus cai pela segunda vez.
Um dia vimo-l´O caminhar seguro por cima das águas do mar, mas agora cai uma e outra vez. É a hora da redenção e é preciso pagar por muitos pecados – também pelos meus. Perdão Senhor, e obrigado pelas Tuas quedas e pelo Teu amor.

8ª Estação: Jesus consola as filhas de Israel.
“Não choreis por Mim”, diz-lhes e dá-nos um aviso: ai daquele que é como uma árvore seca que não dá fruto! Senhor, que a minha vida não seja uma vida inútil. Quero viver fazendo o bem; seguir-Te, e ser apóstolo do Teu amor.

9ª Estação: Jesus cai pela terceira vez.
A Tua Santa Face chega até ao pó do caminho. Agora posso dizer que o Teu amor e o Teu sangue estão ao meu alcance, para purificar-me; chegas-Te até mim que sou pó, terra calcada, manchada. Tem piedade de mim porque sou um pecador.

10ª Estação: Jesus é despojado das suas vestes.
Despojam-n´O das suas vestes diante da multidão curiosa; diante dos seus inimigos que zombam; diante da sua Mãe que chora. Que horror pensar que me fiz culpável de tanta ignomínia com as minhas imodéstias, impurezas e loucuras! Perdão, perdão!

11ª Estação: Jesus é pregado na Cruz.
Primeiramente uma mão, com pregos grossos e umas marteladas; depois a outra; e finalmente os pés. No Calvário, Jesus une a terra com o Céu: é Homem e faz-Se responsável de todos os pecados e crimes dos homens; é Deus e pode chegar ao Pai e obter o perdão – para mim também. Obrigado! Ajuda-me a ser agradecido.

12ª Estação: Jesus morre na Cruz.
A morte de Jesus na Cruz é o momento mais alto da história da Humanidade. O Filho de Deus morre por todos, para nos redimir a todos.
O Pai recebe uma satisfação plena.
Agora, minha salvação eterna depende da minha correspondência à graça de Deus. Junto da Mãe das Dores fico em silêncio, contemplando Jesus que morreu por mim e por todos. Que mais podia ter feito por mim que não fizesse?

13ª Estação: Jesus é descido da Cruz e entregue a sua Mãe.
Como um botão de rosa perfumado e belo no-l´O entregou Maria em Belém. Agora, os homens devolvem-lhe só o talo e os espinhos: um Cadáver chagado, arroxeado, sem sangue, rígido. Esta foi a obra do pecado. Esta é a grande prova do amor do nosso Deus. Mãe das Dores, permite-me beijar os pés do meu Cristo, com a dor de amor com que os beijariam Maria Madalena e o Apóstolo João.

14ª Estação: Jesus é colocado no sepulcro.
Como corresponde aos mortos, afastam o cadáver de Jesus do caminho dos vivos. Colocam-n´O num sepulcro escavado na rocha, e rolam uma pedra sobre a entrada do sepulcro. A seguir, o pranto e a solidão de Maria.
Mas, ao terceiro dia, o grande Dia da ressurreição gloriosa do Senhor. Aleluia! O Senhor ressuscitou glorioso, Aleluia!!!
Obrigado, Jesus, por tudo! Quero recordar sempre que “amor com amor se paga”.

(Um Pai-Nosso pela pessoa e intenções do Santo Padre).